Tenho sede, uma absurda vontade de goles grandes de palavras "malditas" (...)

Workshop de Viola




Eita Mossoroenses...Oia onde eu fui sô! Inverno no interior Paulista é tempo de boa música. Acontece em Atibaia-São Paulo O Festival de Inverno, para nossa alegria! De 04 a 28 de Julho de 2013. Em meio ao caos que estamos vivendo, nada melhor que deliciosas músicas para acalentar nossa alma. 

O Workshop de Viola foi intensamente maravilhoso, eu pude apreciar melhor instrumentos bem legais e lembrei-me muito da minha querida Mossoró, lembranças vinham ao som da Viola e Contra-Baixo Acústico e leves toques da Batera... A viola é da mesma família do violino. Foi criada entre os séculos XIV e XV. A primeira Publicação relativa foi: Régola Rubertina em 1543 por Ganassi del Fontego. 

 A palavra viola foi utilizada por muito tempo (antes do Século XVI) para identificar genericamente qualquer instrumento de arco. Até fins do século XVl, havia mais de dez instrumentos com o nome de viola: Viola da Braccio, Viola Bastarda, Viola d´Amore, Viola da Gamba. João Paulo Amaral teve seu contato com a música caipira originou-se quando, ainda criança, acompanhava seu pai nas cantorias em Mogi das Cruzes, sua cidade natal, e nas pescarias de férias no sul Minas Gerais. Além de seu trabalho solo, nos últimos anos gravou CDs e participou como instrumentista e arranjador de importantes grupos no cenário da viola tais como Trio Carapiá, Conversa Ribeira e Orquestra Filarmônica de Violas. 

O show é baseado em composições autorais e arranjos de clássicos caipiras, mesclando músicas instrumentais e algumas canções interpretadas pelo violeiro. Une a força e tradição da viola e de seus ritmos caipiras com a técnica, harmonia e linguagem do jazz e da música instrumental brasileira. O talentoso João Paulo Amaral atua como professor de viola caipira na Escola de Música do Estado de São Paulo, Tom Jobim. Ele deu um show de Viola pra nós. Ele é professor e inaugurou o curso superior de Viola Caipira da Faculdade Cantareira - São Paulo. É autor do livro/cd Viola Caipira - arranjos instrumentais de músicas tradicionais, ganhador  do prêmio "Ney Mesquita". 

É graduado e pós graduado em Música pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Pesquisador pioneiro, defendeu o primeiro Mestrado em Música sobre viola caipira no país, pesquisando sobre Tião Carreiro. O Show foi realmente incrível. Fui apreciar minha amiga Márcia que está tocando Viola. Pense num instrumento legal! O show foi grandioso. Pude contemplar o contra-baixo acústico, o artista Alberto Luccas muito me encantou. 

Era bonito vê-lo tocar e encantar...Era uma mistura de alma e harmonia. Parabéns ao Trio e certamente além de aplausos, peço-lhes BIS! E o que acha de ter uma boa leitura? Um livro que foi contemplado no Prêmio Ney Mesquita da Cooperativa de Música, VIOLA CAIPIRA – arranjos instrumentais de músicas tradicionais apresenta uma coleção de partituras para solo, duo e trio de violas. O livro, com arranjos organizados de forma progressiva e escritos em partitura e tablatura musical, traz os toques dos principais ritmos e gêneros da música caipira, destinando-se a violeiros iniciantes e avançados. 

Acompanha CD com gravações de todas as músicas, em versões para afinações cebolão em ré e cebolão em mi. Então...Aprecie sem moderação.


Um comentário:

Fanzine Episódio Cultural disse...

“IX CONCURSO PLÍNIO MOTTA DE POESIAS”

A Academia Machadense de Letras (Machado-MG / Brasil) comunica a realização em novembro de 2013 de seu IX Concurso de Poesias. As inscrições encerram-se no dia 14 de outubro (2013). Para receber gratuitamente o regulamento em arquivo PDF, entre outras informações, favor entrar em contato através do e-mail: machadocultural@gmail.com

Obs (PS): O tema é livre e aberto a todos de Língua Portuguesa e Espanhola e a taxa de inscrição é de R$5,00

Favor verificar o recebimento do regulamento em pdf e jpeg.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...