Tenho sede, uma absurda vontade de goles grandes de palavras "malditas" (...)

Por sulla Mino ... Volúpia















Os segredos estão todos aqui,

estão dentro de mim,

confidências,

revelações escuras,

um passado torto,

estão dentro de mim.

Quando a noite se for,

pularei a janela,

sem vergonha de o dia me ver,

em instantes sem sonhar,

sem tropeçar em meu próprio cadáver,

sem fugir, sem me esconder da

minha sombra,

sem engolir mentiras, eu vou...

Disfarçando angústias,

bailando sobre o tempo, sem pressa.

Deixarei os segredos pelo caminho,

como trilha para alguém me encontrar

e depois de atravessar os obstáculos desta

vida,

estarei lá,

virgem de palavras,

pronta para recomeçar.

2 comentários:

Mario Rezende disse...

Bela poesia. Bela.

Mario Rezende

mario Rezende disse...

Bela poesia. Bela Sulla.

Mario Rezende

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...