Tenho sede, uma absurda vontade de goles grandes de palavras "malditas" (...)

Pobre da morte...














Pobre da morte

que ainda não levou estes

pesadelos que não querem estar aqui,

estes sonhos errantes que não

querem continuar,

deste alguém louco e insensato

que mora dentro

de mim.

Não existe isca ou

contratempo algum para os poetas

terem mais tempo.

A vida morre sem destino estimado e

esta,

presa no poço aqui dentro,

é só um cadáver trancado...

O corpo estranho pede um véu,

um vestido enfeitado,

um lugar confortável para se deitar,

pobre da morte quando chegar...

Um comentário:

KARINE disse...

O PIOR MORTE Q EXISTE É A MORTE ESPIRITUAL.
BJS SULLA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...