Tenho sede, uma absurda vontade de goles grandes de palavras "malditas" (...)

Por Sulla Mino...Insônia
















Deserto toda a minha calma,

com sombras, vultos calados na janela,

paisagem caduca, triste feito guerra,

ilha, morte, silêncio...

Ajoelho-me na insônia, na mágoa,

pensamentos de barro...

As minhas súplicas rudes,

não posso fugir, não posso ir...

o que fazer com meus pequenos momentos?

Os fantasmas me enfeitam,

queimam o cigarro da noite,

roem caminhos, pisam pétalas,

colhem folhas que caem,

sinto medo,

como o andar de um bêbado,

meus gritos, meus palavrões...

deixei cair a parede que me guardava,

estou acompanhada da minha velha amiga,

a solidão,

argumentos pequenos demais

uma madrugada,

insônia...

Um comentário:

lucyinthesky disse...

ola
muito bom seu blog

abraços

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...